Esta terça-feira (20/09) o Papa irá a Assis, no âmbito dos 30 anos do histórico Encontro de Oração pela Paz realizado em 27 de outubro de 1986, por desejo João Paulo II.

No Angelus de domingo, Francisco recordou que existe guerra por tudo e pediu que a terça-feira seja vivida como um Dia de Oração pela Paz:

"Convido as paróquias, as associações eclesiais e cada fiel de todo o mundo a viver este dia como um Dia de Oração pela Paz. Hoje, mais do que nunca, temos necessidade de paz nesta guerra que existe por tudo no mundo. Rezemos pela paz! À exemplo de São Francisco, homem de fraternidade e clemência, somos todos chamados a oferecer ao mundo um forte testemunho de nosso compromisso comum pela paz e a reconciliação entre os povos. Assim, terça-feira, todos unidos em oração: cada um tome um tempo, aquele que puder, para rezar pela paz. Todo o mundo unido”.

O Santuário de Fátima, em Portugal, já confirmou a adesão à iniciativa, unindo-se assim ao Papa e aos vários líderes religiosos e culturais.

Ao longo de seu pontificado Francisco já havia convocado outras iniciativas de oração pela paz, especialmente pela Síria.